fbpx
logo exp brcriativus v3 svg 8

Saiba como utilizar a psicologia das cores no marketing da sua empresa

Saiba como utilizar a psicologia das cores no marketing da sua empresa em que consiste usando a psicologia das cores escolher cor principal optar por cores fortes

Receba nossos conteúdos por e-mail

Cadastre-se em nossa newsletter e receba nossos conteúdos por e-mail assim que um artigo é publicado.

A psicologia das cores é uma técnica por meio da qual diversas abordagens de persuasão podem ser realizadas. Diante disso, o marketing corporativo de um negócio não só pode, como deve utilizar essa vantagem para proporcionar uma melhor experiência ao usuário.

Por essa razão, as empresas que desejam não apenas vender mais, mas constituir um verdadeiro império no mercado atual precisam saber se posicionar neste sentido.

Seja vendendo um cordão silk ou mesmo materiais de construção em uma loja que os fornece no varejo, os mais diferentes empreendimentos do cenário atual podem alcançar grandes resultados por meio da otimização da experiência que os consumidores terão.

Desse modo, será de grande importância para qualquer negócio o aprofundamento no conhecimento dessa técnica, ainda que se trate de uma empresa terceirizada de jardinagem. E é justamente o aprofundamento no assunto o tema deste artigo.

Por meio da contextualização do conceito da psicologia das cores, bem como da sua importância, da sua forma de atuação e da sua relação com o marketing, será possível mostrar, neste artigo, a consistência da abordagem e a sua eficiência.

Por fim, e para que até mesmo produtos como persiana vertical para quarto possam ser mais vendidos nas lojas por meio desta estratégia, ainda será possível finalizar o conteúdo com orientações práticas de como aplicar esta psicologia no âmbito da publicidade.

Afinal, em que consiste a psicologia das cores?

A psicologia das cores consiste em um estudo que procura entender o comportamento humano em relação às cores existentes.

Dessa forma, tal área da psicologia avalia e determina quais os efeitos que cada cor proporciona nas pessoas, tais como mudanças nas emoções, nos sentimentos, a construção de desejos e diversos outros aspectos.

Em consequência disso, é importante aprender a utilizar o significado de tal elemento de maneira favorável para a transmissão de informações, ainda que seja para oferecer às pessoas simples um produto doméstico como forro pvc decorado para parede.

Isso significa dizer que é preciso que as marcas possuam total consciência a respeito desses fatores, para que seja possível alcançar os seus objetivos de marketing.

A psicologia das cores estuda a forma como as cores produzem sensações nas pessoas e como o cérebro humano processa cada uma delas. Isso significa dizer que elas podem propiciar pensamentos, emoções, ações e diversas outras coisas.

Para contextualizar tudo isso com um pouco de história, ainda é importante afirmar que o estudo da psicologia das cores, com base em determinada descoberta, passou a ser levado bastante a sério desde o ano de 1666.

Foi nesse ano que Isaac Newton descobriu que a luz branca, ao passar por um prisma, se separa em várias cores, conhecidas como primárias que, por sua vez, quando são misturadas, constituem as cores secundárias.

Alguns anos depois, em 1810, o cientista alemão Johann Wolfgang Von Goethe escreveu o livro Teoria da Cor.

Conforme ele afirmava, a visualização da cor não depende apenas da luz e do ambiente, mas também da percepção individual que as pessoas têm do objeto.

Esse estudo influenciou vários artistas da época e tornou-se consideravelmente popular no mundo da arte.

É graças a ele que, atualmente, as pessoas possuem o conhecimento de como as cores chamativas podem influenciar as emoções humanas e o seu poder de decisão, ainda que seja para uma escolha simples de matricular o filho em uma escola maternal integral.

Desse modo, a psicologia das cores e marketing têm tudo a ver um com o outro. Como as cores estão diretamente relacionadas ao sentido da visão, elas estimulam o cérebro e instigam uma reação imediata, independente dela ser positiva ou negativa.

Mesmo que se trate de uma percepção subjetiva, cada tom detém um significado amplo e que pode ser aplicado de modo geral.

Para citar alguns exemplos conhecidos, o laranja transmite energia, ao passo que o azul traz a sensação de calma, ainda que essas cores estejam presentes em coisas como embalagem de papelão para salgados, ou mesmo na logomarca de uma loja.

Infelizmente, diversas empresas ainda não exploram essa área em seus projetos de publicidade.

É por essa razão que as pessoas precisam saber que noventa e três por cento dos consumidores, conforme marcam as pesquisas, consideram como fator determinante na hora da compra a aparência visual que a marca possui.

Conforme aponta o Quick Sprout, a cor de um produto representa 85% do motivo de uma compra. Isso significa dizer que escolher corretamente os tons da própria marca, bem como as embalagens e os anúncios pode surpreender positivamente.

Usando a psicologia das cores no marketing

Como já foi possível ver até aqui, a psicologia das cores consiste em uma poderosa ferramenta que pode comunicar os objetivos e os valores de uma empresa.

É por esse motivo que uma marca, um site, um blog, bem como materiais publicitários, campanhas e apresentações necessitam de ser minuciosamente pensados, caso haja o desejo de transmitir uma mensagem acerca desse negócio.

É essencial analisar todos os significados que as cores possuem e combiná-las de uma forma coerente. Será justamente isso que constituirá um grande diferencial percebido pelo público-alvo da empresa. E é exatamente isso que os concorrentes podem não possuir.

Caso se deseje utilizar mais de uma cor, é importante trabalhar com cada uma delas, a fim de evidenciar as características que a companhia tem, bem como os seus benefícios.

Por isso, é interessante brincar com cada uma dessas cores, sendo ousado e mexendo com as emoções dos consumidores, de modo a incliná-los à ação correta, tanto para a aquisição de um produto de limpeza quanto para o uso de serviços de busca e entrega.

Desse modo, quando a marca tiver se consolidado e se tornado mais conhecida no mercado, o público irá relacionar automaticamente as cores escolhidas ao negócio em questão. Assim, nasce a famosa identidade visual e a consciência de marca.

Por esta razão, e para que seja possível utilizar a psicologia das cores no âmbito do marketing de uma forma verdadeiramente eficaz, é necessário:

  1. Escolher uma cor principal que combine com as demais;
  2. Optar por cores fortes e sólidas;
  3. Evitar excesso de cores;
  4. Fazer testes;
  5. Contratar uma agência de marketing.

É possível pensar, por exemplo, que o vermelho não se refere apenas à paixão. Quando se pensa nessa cor, algumas marcas de lanchonete vêm à tona na mente. O motivo é que essa cor é bastante utilizada na indústria de alimentos, por conta do simbolismo da fome.

Além do mais, essa cor também é utilizada em campanhas de promoção. Isso é bastante comum, uma vez que ela estimula a ação, chama a atenção dos clientes e se destaca em qualquer ambiente.

Também existem outros significados que se relacionam ao vermelho, tanto os positivos, a exemplo da energia, da excitação, do calor, da força, do poder, da velocidade e do desejo, quanto os negativos, como raiva, fúria, sangue, perigo e violência.

Sendo assim, é preciso que haja atenção no contexto em que se aplica determinada cor, ainda que se esteja produzindo uma simples capa para violão folk acolchoada.

Já o laranja é uma cor vibrante, ideal para campanhas e anúncios. Ela transmite a sensação de liberdade e determinação.

As empresas fazem uso do laranja especialmente para passar a ideia de mudança. As marcas mais jovens dão muita relevância a essa cor para se venderem como ativas, dinâmicas e convidativas.

Já o verde sempre esteve bastante relacionado à natureza e ao meio ambiente. Mas existe um leque de significados para essa cor, no qual está incluso o atributo do equilíbrio, da saúde e da prosperidade.

Nos hospitais e nos centros de saúde, de forma especial, é possível notar que a cor verde é utilizada para transmitir uma sensação de calma e tranquilidade aos pacientes ali localizados.

Os produtos de higiene também estão na lista dos que os vendedores tendem a usar a cor verde para transmitir a ideia de frescor aos consumidores.

Já para os ambientes corporativos, essa cor passa a ideia de ponderação e coerência. É utilizado, de forma especial, em fases de relacionamento e negociação com os consumidores.

O azul-claro proporciona a sensação de higiene e delicadeza, bem como de estabilidade e tranquilidade. Já o azul-escuro é atrelado à convicção e ao poder, sendo bem mais frequente em marcas corporativas.

De modo geral, o azul consiste em uma cor sóbria e tida como menos invasiva. Essa é uma das cores que auxilia na transmissão de confiança em relação a uma marca.

Considerações finais

Por meio deste artigo, é possível chegar a uma visão mais profunda e abrangente sobre o tema do uso da psicologia das cores na publicidade.

Portanto, o marketing ainda tem muito o que explorar desta abordagem, e as empresas que desejam se destacar no mercado não podem deixar de conhecer mais sobre o tema.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

//Rede de parceiros
https://clubdoecommerce.com.br, https://bruno.art.br, https://brcriativus.com.br, https://workleads.com.br, https://poppediatria.com.br, https://dramariatereza.com.br, https://www.liderequipamento.com.br, https://sampaequipamentos.com.br, https://maqfreezer.com.br, https://freemalte.com, https://geladeirasecervejeiras.com.br, https://dmmrefrigeracao.com.br, https://ajaxs.com.br, https://mopesmake.com.br

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Links afiliados
Loja Integrada
RD Station
Onbley Servers – Hospedagem
Writesonic
Designi – Arquivos digitais p/ download
Agendor
Melhor Envio
WorkLeads

Ultimas publicações

Cuidado com Templates Prontos: Por Que Não Usá-los em Landing Pages

Cuidado com Templates Prontos: Por Que Não Usá-los em Landing Pages

Descubra por que evitar templates prontos pode ser o segredo para uma landing page de sucesso!
Blindagem Digital: O Poder do SSL para Seu Site

Blindagem Digital: O Poder do SSL para Seu Site

Transforme seu site em um forte digital! Descubra como um certificado SSL eleva a segurança e o engajamento.
Velocidade e Visibilidade: O Diferencial que Impulsiona Seu Negócio Online

Velocidade e Visibilidade: O Diferencial que Impulsiona Seu Negócio Online

Descubra como a otimização do seu site pode revolucionar seus resultados!
plugins premium WordPress